Moçambique


Spectacle en portugais
Para os portugueses que voltaram para Portugal apos a independencia de Mocambique, ou mesmo antes, a Historia politica mistura
?se com a sua historia de vida. Nao se trata apenas do mero facto de essas pessoas terem sido protagonistas da Historia, ou de uma parte de uma Historia, mas tambem do que isso implica no seu olhar sobre os proprios acontecimentos que protagonizam.

Por um lado, o que se passa e politico: esta em causa a autonomia de um territorio, um regime de governacao, paradigmas ideologicos. Por outro, ha a vida de cada um: carreiras profissionais, lugares de poder, casas e propriedades, um determinado nivel de vida e um determinado estatuto... enfim, o sentido de "realizacao pessoal". Naturalmente, e dificil ser suficientemente isento para separar estas duas coisas, e a politica certa parece sempre ser a que mais nos favorece. Queremos uma Historia boa para a nossa propria historia.

O espetaculo Moçambique tem a ver com esta dicotomia, simples mas dificil: o confronto entre o mundo impalpavel da ideologia e, por outro lado, o quotidiano das relacoes sociais que vai configurando o estatuto dos individuos uns perante os outros (marcado pela nossa natural vaidade).

A mala voadora foi fundada em 2003 por Jorge Andrade e José Capela, ambos responsáveis pela direção artística da companhia.
Para além de Portugal, a mala voadora apresentou espetáculos na Alemanha, Bélgica, Bósnia Herzegovina, Brasil, Cabo Verde, Escócia, Estados Unidos da América, Finlândia, França, Grécia, Inglaterra, Líbano e Polónia. A mala voadora continua fascinada com o artifício - a contranaturalidade que define aquilo que é especificamente humano e que pode atingir a condição daquilo a que, artificiosamente, se chama "arte".

Jorge Andrade was born in Mozambique and came to Portugal when he was 4 years old, but Moçambique, a biography, is built as if he had stayed there. To make this life story convincing, the company mala Voadora has imposed it on the history of the country. Jorge Andrade now belongs to the history of Mozambique.

Après Neva la saison passée, le Théâtre National du Luxembourg propose avec Moçambique un nouveau spectacle en langue portugaise qui démontre la place éminente que le théâtre occupe au Portugal.
Texto, direção: Jorge Andrade
Cenografia e figurinos: José Capela
Video: ANIMA e Bruno Canas
Banda sonora: Rui Lima e Sérgio Martins
Luz: Rui Monteiro; Coreografia: Bruno Huca

Com: Tânia Alves, Jorge Andrade, Welkett Bungué, Bruno Huca, Matamba Joaquim, Jani Zhao, Isabel Zua

Para os portugueses que voltaram para Portugal apos a independencia de Mocambique, ou mesmo antes, a Historia politica mistura?se com a sua historia de vida. Nao se trata apenas do mero facto de essas pessoas terem sido protagonistas da Historia, ou de uma parte de uma Historia, mas tambem do que isso implica no seu olhar sobre os proprios acontecimentos que protagonizam.
 Por um lado, o que se passa e politico: esta em causa a autonomia de um territorio, um regime de governacao, paradigmas ideologicos. Por outro, ha a vida de cada um: carreiras profissionais, lugares de poder, casas e propriedades, um determinado nivel de vida e um determinado estatuto... enfim, o sentido de "realizacao pessoal". Naturalmente, e dificil ser suficientemente isento para separar estas duas coisas, e a politica certa parece sempre ser a que mais nos favorece. Queremos uma Historia boa para a nossa propria historia.

O espetaculo Moçambique tem a ver com esta dicotomia, simples mas dificil: o confronto entre o mundo impalpavel da ideologia e, por outro lado, o quotidiano das relacoes sociais que vai configurando o estatuto dos individuos uns perante os outros (marcado pela nossa natural vaidade).

A mala voadora foi fundada em 2003 por Jorge Andrade e José Capela, ambos responsáveis pela direção artística da companhia.
Para além de Portugal, a mala voadora apresentou espetáculos na Alemanha, Bélgica, Bósnia Herzegovina, Brasil, Cabo Verde, Escócia, Estados Unidos da América, Finlândia, França, Grécia, Inglaterra, Líbano e Polónia. A mala voadora continua fascinada com o artifício - a contranaturalidade que define aquilo que é especificamente humano e que pode atingir a condição daquilo a que, artificiosamente, se chama "arte".

Jorge Andrade was born in Mozambique and came to Portugal when he was 4 years old, but Moçambique, a biography, is built as if he had stayed there. To make this life story convincing, the company mala Voadora has imposed it on the history of the country. Jorge Andrade now belongs to the history of Mozambique.

Après Neva la saison passée, le Théâtre National du Luxembourg propose avec Moçambique un nouveau spectacle en langue portugaise qui démontre la place éminente que le théâtre occupe au Portugal.

Représentations

je 08 février 2018 20:00
ve 09 février 2018 20:00

Lieu

Théâtre National du Luxembourg (TNL)
194 ROUTE DE LONGWY
L-1940 LUXEMBOURG
Luxembourg

Tickets
Prix d'entrée

8.00 € jeune de - de 26 ans
20.00 € adulte

Contact

tél: 0035226 44 12 70 22 (Info)
tél: 003524708951 (Billetterie)
www: www.luxembourgticket.lu
www: www.tnl.lu
email: info@tnl.lu (Infos)

Mozambique
Rui Pinheiro